segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Como as redes sociais ajudaram uma influencer a vencer o Câncer

Apaixonada por maquiagem e redes sociais, Micheline Ramalho usou a web para compartilhar a luta contra o câncer e inspirar outros pacientes.

 

Frequentemente associadas ao aumento de casos de depressão, ansiedade e transtornos alimentares, as redes sociais também podem ser espaços de ajuda mútua para pessoas que enfrentam alguma adversidade. Para a influenciadora digital Micheline Ramalho, por exemplo, foram essenciais no processo de superação de um câncer de colo de útero, diagnosticado em 2017, já em estado avançado.  

 


     
Frequentemente associadas ao aumento de casos de depressão, ansiedade e transtornos alimentares, as redes sociais também podem ser espaços de ajuda mútua para pessoas que enfrentam alguma adversidade. Para a influenciadora digital Micheline Ramalho, por exemplo, foram essenciais no processo de superação de um câncer de colo de útero, diagnosticado em 2017, já em estado avançado.
A doença é a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Uma condição que, de tão grave, motivou órgãos públicos e instituições a promoverem o Janeiro Verde, campanha nacional realizada neste mês para conscientizar sobre a importância da prevenção.
Causada pela infecção persistente de alguns tipos do Papilomavírus Humano (HPV), a doença atinge principalmente mulheres jovens de 25 a 50 anos de idade, e não possui sintomas ou dores em seu estágio inicial. Micheline só percebeu que algo estava errado quando os primeiros sangramentos apareceram.

“Um ano antes, tinha ganhado um concurso de melhor blog de maquiagem com dicas para a pele negra do Brasil. Era meu momento”, lembra.
“Ia para a quimioterapia maquiada”
Em meio a expectativas profissionais promissoras, a notícia do oncologista veio como um banho de água fria. “Achei que aquilo seria a minha morte. Infelizmente, é assim que muita gente vê o câncer. Comigo, não foi diferente. Demorei meses para ter coragem de contar para meus seguidores”, relata.
A decisão de expor o diagnóstico foi um marco na vida de Micheline, que encontrou na internet uma forma de manter a autoestima e ajudar pessoas em situação semelhante. “Continuei fazendo meus vídeos de maquiagens e mostrando meu dia a dia de influencer, mas passei a compartilhar também a rotina de tratamento”.
“Ia para o hospital toda maquiada, colocava até cílios postiços. Muita gente me dizia que nem parecia que eu estava com câncer. Foi aí que percebi que de fato havia um preconceito, que as pessoas achavam que o diagnóstico era mesmo uma sentença de morte, como achei um dia. Que o paciente tinha que estar careca, com pele amarelada e fisionomia cansada. Decidi mostrar que a vida pode recomeçar”, continua.
Ao todo foram oito sessões de quimioterapia, quatro de braquiterapia e 30 sessões de radio. O tipo de medicamento administrado durante o tratamento não fez o cabelo de Micheline cair, um de seus maiores medos. Mas, em contrapartida, gerou outros efeitos colaterais graves.
Entre eles, enjoos, sensibilidade a luz e ao calor e neuropatia periférica, que causa perda gradual da sensibilidade muscular. Em virtude da condição, ela precisou do auxílio de andador para se locomover durante um ano.
Jacqueline Lisboa/Esp. MetrópolesJacqueline Lisboa/Esp. Metrópoles
Foto publicada durante o tratamento mostra Micheline sorridente e fazendo pose
Apoio
As sequelas do tratamento – Micheline não pode ficar sentada por muito tempo, nem fazer longas caminhadas – fizeram com que a jovem fosse aposentada precocemente, por invalidez. Uma notícia que, para ela, soou tão estarrecedora quanto o diagnóstico que recebera meses antes. “Foi muito forte para mim, me via jovem, cheia de vida, e inválida. Mas resolvi enfrentar e descobri que um novo ciclo estava começando.”
Durante os meses de tratamento, a troca com seguidores e demais pacientes se intensificou. “Recebia muitas mensagens me encorajando, pessoas que se inspiravam na minha história e na minha força de vontade. Eram mulheres de todo o Brasil”.
À medida que gerava mais conteúdo sobre o assunto, a brasiliense viu sua lista de seguidores aumentar. Esse apoio foi essencial para que ela atravessasse a fase difícil e pudesse, anos depois, trabalhar exclusivamente com redes sociais. “Deu certo. Venci”, resume.
Jacquline Lisboa/Esp. MetrópolesJacquline Lisboa/Esp. Metrópoles
“Muita gente me enviava mensagens dizendo que eu as inspirava”, lembra
Dívida
Além dos seguidores virtuais, ela contou com apoio incondicional da família e do marido, Júnior Santos. “Passei três meses internada e vi muitas mulheres casadas serem abandonadas pelo marido no hospital. Ele esteve comigo todos os dias e se desdobrava para dar apoio aos demais pacientes. Ele é um anjo na minha vida, sou uma pessoa de sorte”, declara.
Jacqueline Lisboa/Esp. MetrópolesJacqueline Lisboa/Esp. Metrópoles
Micheline e o marido, Júnior Santos. “Foi um anjo na minha vida”
O suporte que recebeu de todos os lados motivou Micheline a continuar ajudando mulheres com a doença, mesmo após ter sido curada, há dois anos.
“Administro grupos de apoio no Instagram e no Facebook. Neles, damos suporte, trocamos experiências, exercitamos a escuta. Nem sempre é fácil, já vi pessoas queridas falecerem, isso mexe com a gente. Porém, não vou deixar de fazer porque quando precisei, tive esse apoio que foi muito importante pra mim. É uma dívida.”
Seu maior objetivo é levar mensagens de esperança para pessoas que, como ela, já pensaram que não seriam capazes de vencer a doença. “Sou outra pessoa. Sei que o câncer me ajudou a valorizar pequenos momentos, estar mais próxima da minha família. Quero continuar usando meu canal para dizer às pessoas que elas precisam acreditar nelas mesmas, que essa é a maior prova de amor que podemos oferecer ao mundo”, finaliza. 

Reportagem
Fotografia
Jakqueline Lisboa



"Aventura na Floresta" desembarca no Alameda Shopping

"Aventura na Floresta" desembarca no Alameda Shopping
O complexo lúdico chega ao Alameda, no dia 13 de janeiro, como um autêntico programa para as férias da criançada

Em período de férias escolares, o Alameda Shopping traz uma nova proposta para a diversão  das crianças. O complexo “Aventura na Floresta” consiste num tradicional playground ambientado com elementos que remetem a regiões florestais. O espaço é equipado com tobogã, dois escorregadores, piscina com mais de 50 mil bolinhas e obstáculos para entreter os pequenos. A estrutura estará disponível ao público, a partir do dia 13 de janeiro.




Alameda Shopping

O Alameda é o primeiro shopping de Taguatinga e o terceiro construído no Distrito Federal. Com 29 anos de história, rumo aos 30 anos, o empreendimento faz parte da memória afetiva dos moradores, tornando-se um patrimônio da cidade. O shopping apresenta um mix de lojas de produtos e serviços, com bom atendimento, conveniência e ótimas condições de compras, alinhados ao seu posicionamento de ser um lugar para comprar bem.

  
Serviço:  "Aventura na Floresta" desembarca no Alameda Shopping 
Local: Alameda Shopping - CSB 2 Lote 01 a 04 – Taguatinga – Piso Alameda
Funcionamento: de segunda a sábado, das 9h às 21h, aos domingos (12h às 18h, quiosques e lojas) e, 12h às 20h (praça de alimentação).
Valor: R$1 por minuto e R$25, por 30 minutos

Clínica em Brasília destaca a importância de cuidar da saúde mental no Janeiro Branco

 
O primeiro mês do ano é marcado pela campanha Janeiro Branco que procura conscientizar a população sobre os cuidados com a saúde mental.
 
 

 
Debater a saúde mental, esse é o nime da campanha Janeiro Branco, estabelecida no Brasil desde 2013. A mobilização sócio-governamental tem como finalidade criar uma cultura no que tange à saúde mental, a fim de prevenir e intervir em possíveis adoecimentos comportamentais e psicopatológicos. O objetivo é mobilizar tanto a sociedade como engajamento dos profissionais de saúde.

Cientes dessa importância, a Humanamente Clínica, situada no DF, alerta sobre a real necessidade de dar atenção ao assunto. Segundo o profissional que atua na clínica, Dr. Daniel Cordeiro, psicólogo clínico e especialista em Análise Clínica do Comportamento, o DF é uma região onde há um aumento gradativo de doenças mentais, bem como o uso e abuso de álcool e drogas. “ Essa campanha é essencial para fomentar    uma cultura de que a mente adoece e sobretudo estimular a busca de ajuda profissional, principalmente os de saúde mental”, explica.

Para o profissional o ideal sempre será a prevenção antes que se instale as doenças que afetam a mente. Além disso, se faz necessário uma atuação abrangente desses profissionais fazendo com saiam do setting terapêutico e promovam atendimento de prevenção nos centros de aglomeração de pessoas.

 

Serviço: Clínica em Brasília destaca a importância da saúde mental no Janeiro Branco

Local: Humanamente Clínica

Endereço: Qd C1lote 1/12 sala 111 – Taguatinga Trade Center

 

Dr. Daniel Cordeiro, psicólogo clínico e especialista em Análise Clínica do Comportamento

 

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Delineado Branco - Tendência 2020

Vocês já pararam para pensar que tudo aquilo que um dia achamos brega, é que nunca usaríamos, tem se tornado tendência?
Foi assim com a calça de cos alto, tênis branco e agora o delineado branco.

Delineado Branco Tendência 2020


Entre os fashionista já é Hit, ideal para quem não tem medo  de ousar e fugir um pouco do Tal Pretinho Básico.
Explicando um pouquinho sobre essa tendência, não costumo comprar todos esses produtos, costumo adaptar com os produtos que eu tenho, e foi assim que eu fiz com esse delineado, usei corretivo T10 da Linha Bruna Tavares, ele é bem claro quase branco e selei todo ele com uma sombra branca e alaranjada.
Gostei muito do resultado e da mistura das cores.




Todos as maquiagens usada são da nossa parceira JF Make, loja de maquiagem com produtos diversificados com preço super acessível, localizada na Feira dos Goianos em Taguatinga/DF

Usariam essa tendência?



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...